Debian 9.0 já tem nome definido como Zurg!

Como é de conhecimento de todos usuários da distribuição, os desenvolvedores do Debian vêm utilizando os nomes do Toy Story para os lançamentos do Debian. Agora, os desenvolvedores anunciaram que o Debian 9.0 será chamado Zurg!

Vamos aproveitar e relembrar os nomes que já foram utilizados?

  • Debian 1.2 “Rex”
  • Debian 1.3 “Bo”
  • Debian 2.0 “Hamm”
  • Debian 2.1 “Slink”
  • Debian 2.2 “Potato”
  • Debian 3.0 “Woody”
  • Debian 3.1 “Sarge”
  • Debian 4.0 “Etch”
  • Debian 5.0 “Lezzy”
  • Debian 6.0 “Squeeze”
  • Debian 7.0 “Wheezy”
  • Debian 8.0 “Jessie”
  • Debian 9.0 “Zurg”

Fonte: Portal Sempre Update

Instalando e Configurando de Forma Rápida o PHP + Apache + MySQL no Ubuntu 12.04

Um ÚNICO comando para tudo.

Instalação dos pacotes necessários. No terminal, digite:

$ sudo apt-get install mysql-server apache2 libapache2-mod-php5 php5 php5-mysql phpmyadmin

Pronto! Só isso.

A dica acabaria aqui. Se não precisássemos configurar…

Vamos lá. Sigam os passos das instalações. Leia mais deste post

Conhecendo um pouco sobre Lua

A linguagem de programação LUA tem conquistado os desenvolvedores de programas e aplicações aos poucos, graças a sua simplicidade, leveza e “poder de fogo”, uma vez que pode ser usada para criação de scripts diversos, banco de dados e até programas.

Sua diversidade de utilização e portabilidade já conquistaram até mesmo a Microsoft, que fechou um acordo de parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), local onde a linguagem nasceu, para integrar a LUA na plataforma .NET.

A linguagem de programação LUA é leve e poderosa, projetada para estender aplicações e usada como uma linguagem de propósito geral. Sua interoperabilidade é capaz de criar pontes entre sistemas diferentes através da criação de novos sistemas que facilitam essas conexões entre ASP e PHP, Windows e Solaris e outros exemplos que se possa pensar. LUA é, na verdade, uma biblioteca escrita em ANSI C compilada sem nenhuma modificação em qualquer plataforma que tenha um compilador compatível com o padrão, como Windows, Solaris, Linux ou Macintosh. Leia mais deste post

Cryptkeeper: Protegendo com senha uma pasta ou diretório no Linux

Suponha que você tenha uma pasta em seu diretório home, onde você armazena arquivos de documentos seguros que você não quer que ninguém acesso-o sem senha. Dessa forma, mesmo se alguém conseguir obter um controle de seu computador e acessar o seu diretório home, há ainda uma outra linha de defesa para seus arquivos privados.

Cryptkeeper é um applet da bandeja do sistema Linux que gerencia pastas criptografadas. Debaixo dele, encfs , que é um sistema de arquivo criptografado com base em FUSE, lida com encriptação / desencriptação transparente. Leia mais deste post

Como retirar permissões de um usuário sobre alguns itens na área de trabalho no ubuntu.

Este tutorial mostra como fazer para retirar algumas permissões de um determinado usuário sobre alguns itens na área de trabalho do Ubuntu.

Após essa configuração, o usuário não poderá trocar papel de parede, proteção de tela, mudar as posições dos painéis, entre outras coisas. Mas continuará podendo criar pastas e arquivos na área de trabalho. Leia mais deste post

Mudar o Firmware do Android com Softwares Livres

Esse artigo / tutorial eu escrevo repleto de felicidade, pois consegui fazer algo que me fazia crer ser impossível, pois as pessoas que conheço me diziam que não tinha como fazer.

Leia mais deste post

Linux e a descoberta da partícula de Deus

A distribuição utilizada em todo o processo foi o Scientific Linux. Uma variação do Red Hat que foi considerada uma escolha mais do que bem acertada para o sucesso desta descoberta.

Uma variedade de informações foram postadas no Reddit por um funcionário do CERN para explicar por que o Linux foi a escolha da equipe para analisar os dados do experimento além da ferramenta perfeita para gerenciar toda a rede de computadores do CERN.

Talvez, e não só por isso, o CERN possui uma página dedicada ao suporte e informações sobre o Linux.

Manual Completo do Ubuntu

Boa tarde.

Pra você que utiliza e gosta da distribuição Ubuntu da Canonical, agora você pode baixar o manual completo do dessa distro desde a versão 10.04.

O guia está relativamente muito completo. Porém, até o momento em que redijo este post, ainda não está disponível uma versão em português.

Caso a língua inglesa não seja um empecilho realmente grande para você faça o download do manual através do link:

http://ubuntu-manual.org/downloads

E seja mais um linuxer feliz.

Boa sorte!!!

Como Instalar o Oracle Java 7 no Debian via Repositório

UPDATE: ESTE HOW-TO FUNCIONA TAMBÉM PARA A ÚLTIMA VERSÃO DO DEBIAN (WHEEZY).

Boa tarde a todos, bom como todos sabem o Debian e algumas outras distribuições linux não oferecem mais suporte oficial ao Java da Oracle por questões de licenças da Oracle. Pois bem, esta dica vem para ajudar àqueles que estão tendo problemas com internet banking, etc.

Essa dica destina-se à usuários do Debian que desejam instalar e manterem-se atualizados com as últimas versões do Oracle Java 7 (JDK7): o WebUpd8 Java 7 PPA funciona no Debian também já que o pacote é apenas um instalador e tudo que você tem a fazer é adicionar manualmente o repositório PPA em Fontes de Aplicativos.

Para adicionar o repositório PPA do WebUpd8 Oracle Java para as fontes de aplicativos no Debian (testado em Debian Squeeze 64 bits, mas deve funcionar com qualquer versão do Debian), use os seguintes comandos:

# echo "deb http://ppa.launchpad.net/webupd8team/java/ubuntu precise main" > /etc/apt/sources.list.d/webupd8team-java.list
# echo "deb-src http://ppa.launchpad.net/webupd8team/java/ubuntu precise main" >> /etc/apt/sources.list.d/webupd8team-java.list
# apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys EEA14886
# apt-get update
# apt-get install oracle-java7-installer

E é isso, o Oracle Java 7 (ambos JDK7 e JRE7) agora deve está instalado e você deve receber atualizações automáticas com futuras versões do Oracle Java 7, sobre o Debian.

Até mais.

Lançado Samba 4 beta 1: com Active Directory e algumas melhorias

Olá a todos novamente.

O Samba teve o beta da versão 4 publicado. Esta traz um grande aprimoramento: o suporte aos protocolos de logon do Active Directory.

Depois de cerca de 6 anos em desenvolvimento, este beta traz a implementação open source do Active Directory da Microsoft. Os serviços são fornecidos pela sua própria implementação aberta do LDAP e DNS, num método compatível com o usado pelo Windows 2000 ou superior.

Outras novidades incluem o Kerberos Key Distribution Center (KDC) e serviços de logon CIFS do Samba 3.

O download é recomendado a entusiastas e profissionais da área, desde que não seja usado em ambientes sérios enquanto estiver como beta. Até a versão 4 final são esperados mais alguns betas para corrigir os bugs descobertos.

Há detalhes das novidades do Samba 4 nesta página do wiki do projeto.