Dicas de segurança em ambientes corporativos

Introdução

Muitas empresas, na ânsia de se modernizarem, acabam se esquecendo de alguns pequenos detalhes na hora de implementar sua rede de computadores que se traduzem em pequenos ou grandes incômodos no futuro. Exemplos clássicos que vemos em vários fóruns especializados incluem usuários ou alunos que colocam senhas nas telas de login dos sistemas operacionais ou da BIOS do computador, penetras que acessam a rede wireless corporativa sem autorização ou arquivos, fontes true type ou até mesmo instaladores de programas completos que são silenciosamente levados para casa pelos usuários. Este artigo não pretende ter a solução para todos esses problemas ou explicar como se faz tecnicamente, mas dar algumas dicas gerais que poderão evitar esses transtornos no futuro. Leia mais deste post

A vulnerabilidade no WPS que torna o WPA/WPA2 vulnerável a ataques

Introdução

Tradicionalmente, ganhar acesso não autorizado a uma rede com o WPA, especialmente no caso do WPA2 é difícil e demorado, já que é necessário descobrir a chave usando um ataque de força bruta. Chaves curtas podem ser descobertas em alguns dias usando um processador rápido, ou uma boa GPU, mas chaves longas e complexas, especialmente as com 12 dígitos ou mais são quase impossíveis de serem descobertas. Tudo mudou com o descobrimento de uma falha grosseira de segurança no protocolo WPS, que é suportado pela maioria dos roteadores atuais.

Leia mais deste post

802.11ad: Wireless a 5 Gb/s usando a faixa de 60 GHz

As redes Wi-Fi se dividem entre dispositivos que utilizam a superlotada faixa dos 2.4 GHz e os que utilizam a relativamente limpa faixa dos 5 GHz. Mesmo com o 802.11n, que suporta ambas as faixas, muitos dispositivos continuam utilizando a faixa dos 2.4 GHz e, mesmo quando a escolha existe, mesmo muitos usuários esclarecidos optam por usar os 2.4 GHz em vez dos 5 GHz. Existe um motivo para isso: uma frequência mais alta faz com que o sinal perca a potência mais rapidamente, o que se não for compensado por melhores antenas e maior potência de transmissão faz com que o alcance da rede seja reduzido. Este é um problema que os fabricantes estão enfrentando no 802.11ac, que migra definitivamente para os 5 GHz: como manter o alcance da rede apesar do aumento da frequência.

Leia mais deste post