The Pirate Bay deixará de distribuir torrents, mas nada muda na prática

O famoso The Pirate Bay, alvo de inúmeras críticas e processos, deixará de fornecer arquivos .torrent em breve. Mas calma, não é nada tão radical assim. O site será focado principalmente em links “magnéticos”.

Leia mais deste post

Anúncios

Lightning Bolt: O Thunderbolt da AMD

Apesar de caro devido aos controladores e cabos, o Thunderbolt vem lentamente crescendo em popularidade, apesar do avanço do USB 3.0. Ao que tudo indica, ele deve assumir um nicho similar ao ocupado pelo Firewire no passado, servindo como uma opção mais rápida ao USB 3.0 para usuários profissionais. Muito provavelmente ele nunca chegará ao ponto de equipar todos os PCs e notebooks que chegam ao mercado, mas ele tende a se tornar mais comum, pelo menos nos modelos high-end.

Leia mais deste post

Dicas de segurança em ambientes corporativos

Introdução

Muitas empresas, na ânsia de se modernizarem, acabam se esquecendo de alguns pequenos detalhes na hora de implementar sua rede de computadores que se traduzem em pequenos ou grandes incômodos no futuro. Exemplos clássicos que vemos em vários fóruns especializados incluem usuários ou alunos que colocam senhas nas telas de login dos sistemas operacionais ou da BIOS do computador, penetras que acessam a rede wireless corporativa sem autorização ou arquivos, fontes true type ou até mesmo instaladores de programas completos que são silenciosamente levados para casa pelos usuários. Este artigo não pretende ter a solução para todos esses problemas ou explicar como se faz tecnicamente, mas dar algumas dicas gerais que poderão evitar esses transtornos no futuro. Leia mais deste post

802.11ad: Wireless a 5 Gb/s usando a faixa de 60 GHz

As redes Wi-Fi se dividem entre dispositivos que utilizam a superlotada faixa dos 2.4 GHz e os que utilizam a relativamente limpa faixa dos 5 GHz. Mesmo com o 802.11n, que suporta ambas as faixas, muitos dispositivos continuam utilizando a faixa dos 2.4 GHz e, mesmo quando a escolha existe, mesmo muitos usuários esclarecidos optam por usar os 2.4 GHz em vez dos 5 GHz. Existe um motivo para isso: uma frequência mais alta faz com que o sinal perca a potência mais rapidamente, o que se não for compensado por melhores antenas e maior potência de transmissão faz com que o alcance da rede seja reduzido. Este é um problema que os fabricantes estão enfrentando no 802.11ac, que migra definitivamente para os 5 GHz: como manter o alcance da rede apesar do aumento da frequência.

Leia mais deste post

Linux: 20 anos desde o primeiro anúncio

Hoje foi uma data especial para o Linux: o pinguim completa 20 anos, considerando o anúncio original do Linus.

mensagem de Linus Torvalds num grupo da Usenet não parecia ter nada de tão especial, ele apenas trabalhava num sistema por hobby e queria compartilhá-lo.

Em 25 de agosto de 1991:

Olá todo mundo usando minix –

Estou fazendo um sistema operacional (livre) (apenas por hobby, não vai ser nada grande nem profissional como o gnu) para os clones do AT 386 (486). Estou trabalhando nisso desde abril, e ele está começando a ficar pronto. Eu gostaria de receber opiniões sobre coisas que as pessoas gostam/não gostam no minix, já que meu SO lembra um pouco ele (mesmo layout físico do sistema de arquivos (por questões práticas) entre outras coisas).

Já portei o bash (1.08) e gcc (1.40), e aparentemente as coisas funcionam. Isso significa que terei algo prático em poucos meses, e eu gostaria de saber quais recursos a maioria das pessoas iria querer. Quaisquer sugestões são bem-vindas, mas não prometo que irei implementá-las 🙂

Linus (torvalds@kruuna.helsinki.fi)

PS. Sim – Ele está livre de qualquer código do minix, e tem um sistema de arquivos com multi-threading. Ele NÃO é portável (usa alternação entre tarefas do 386 etc), e provavelmente nunca suportará algo que não sejam discos rígidos AT, pois é tudo o que tenho :-(.

Grande mensagem! O que seria apenas um teste acabou virando um dos sistemas operacionais mais importantes do mundo, equipando uma infinidade de dispositivos de todos os tamanhos, celulares e smartphones, roteadores, grande parte dos servidores, incluindo web…

Grandes marcos na história do Linux

Apesar do sucesso do Linux em várias áreas, no desktop a imagem dele nunca foi tão boa. Por uma série de fatores parece que “o ano do Linux no desktop” nunca chega, mesmo tendo distros fáceis de usar, amigáveis, bonitas e com muitos recursos. E gratuitas, e livres… Essa esperança (de um dia passar do Windows em número de instalações) acabou deixando de ser relevante, embora a adoção do Linux no desktop continua crescendo devagar.

Há vários materiais sobre o aniversário do Linux no site da Linux Foundation. Vale a pena dar uma olhada 🙂

Comparando o preço da banda larga brasileira ao dos países desenvolvidos

Introdução

Em nosso país muito se critica o preço e a qualidade das conexões banda larga. De fato, nossa conexão à Internet é lenta, instável e cara. Mas como é o custo do acesso à Internet em outros países do mundo? Será que, em relação ao custo e aos serviços oferecidos, estamos muito atrasados ou acompanhando seu ritmo?

Leia mais deste post

Pentágono vai financiar hackers

Departamento de Defesa dos Estados Unidos está preocupado com a ciberguerra

Um hacker que hoje trabalha para o Departamento da Defesa lamentou a demora do governo norte-americano para mudar, ao lançar na quinta-feira um novo programa que permitirá que o Pentágono financie hackers com mais rapidez para que desenvolvam respostas aos sérios desafios de segurança que os Estados Unidos enfrentam. Leia mais deste post

Agência aponta 51 vulnerabilidades no HTML5

https://i2.wp.com/info.abril.com.br/aberto/infonews/fotos/HTML5-Rob_L-20110802133846.jpg

São Paulo – A ENISA (Agência de Segurança Digital da União Europeia) divulgou um alerta onde aponta que os padrões do HTML5 possuem falhas de segurança contra ataques.

Leia mais deste post

Pai do Java, James Gosling, vai para o Google

O criador do núcleo do Java, James Gosling, revelou nesta semana que ele se está se juntando à equipe do Google. Ele não sabe exatamente onde seus esforços serão concentrados, mas previu que fará “um pouco de tudo”. A nova posição, ainda sem nome, já foi assumida por James. É provável que o emprego de Gosling seja focado no Android, onde o Java é o núcleo do sistema de aplicativos.

Leia mais deste post

Intel lança Thunderbolt: conexão entre computadores e dispositivos de 10 Gbps

A Intel lançou oficialmente o Thunderbolt, uma nova forma de conexão rápida por cabos para computadores e dispositivos diversos. O projeto tinha o nome Light Peak e apareceu em 2009.

A tecnologia fornece dois canais com banda de 10 Gbps por porta, sendo bi-direcional – oferece a mesma banda em ambas as direções, ao mesmo tempo, no mesmo cabo. Suporta dois protocolos: PCI Express e DisplayPort, facilitando a configuração dos drivers de dispositivos diversos, desde monitores de alta resolução até mídias rápidas de armazenamento. A maioria das coisas deverão funcionar na forma de “plug and play”.

O sistema foi projetado pensando em aplicações de áudio e vídeo. Baixos tempos de latência e boa sincronização é item obrigatório. É possível usar cabos elétricos ou ópticos. O cabo pode enviar energia junto (10 watts, como vem sendo divulgado pela mídia), podendo alimentar muitos tipos de dispositivos, sendo bem melhor que o USB. O conector será compartilhado por todos os dispositivos, permitindo o aproveitamento dos cabos pelos usuários.

A Apple é a primeira a já aproveitar o novo conector na linha MacBook Pro.

A velocidade é o dobro da oferecida pelo USB 3.0, aumentando as possibilidades para edição de vídeos, que normalmente geram arquivos gigantes. Uma câmera ou dispositivo de captura de vídeo futuro com conexão Thunderbolt poderá transferir quase que “imediatamente” o trabalho para o computador.

A velocidade realmente impressiona. Segundo a Intel será possível transferir (em condições ideais) um filme HD completo em menos de 30 segundos, ou então fazer backup de 1 ano de áudio contínuo em mp3 em cerca de 10 minutos.

Aos poucos deveremos ver a tecnologia em computadores de alto desempenho, workstations e notebooks high-end. Portas USB 3.0 deverão continuar existindo, afinal muito já foi investido e serão coisas complementares, já que a tecnologia do USB é mais barata.

A inclusão do Thunderbolt exigirá um chip controlador feito pela Intel. Embora não tenha ligação direta com a AMD, é de se imaginar que fabricantes de placas mãe possam usar a nova interface sem maiores restrições, mas ainda pode ser cedo para ter certeza.

Fonte: Guia do Hardware